Nas Fronteiras da Loucura

       CARTAZ_NFL

         Drama. Seguindo fielmente o livro ditado pelo espírito Manoel Philomeno de Miranda e psicografado pelo médium Divaldo Pereira Franco, a peça Nas Fronteiras da Loucura mostra a história vivida no período de Carnaval, no Centro da cidade do Rio de Janeiro, pelo Dr. Bezerra de Menezes e seus auxiliares no Posto de Atendimento Espiritual.

         A trama é composta de muitas histórias relatadas no livro, logo de início há uma breve explicação por parte de Bezerra de Menezes do que é o Carnaval aos seus auxiliares “imediatos”, Miranda e Lúcia(personagem fictícia). É possível também ver as estratégias de espíritos menos esclarecidos para adentrar ao Posto de Atendimento, e acompanhar a história de Ermance que desencarnara por se deixar levar por um aliciador de jovens, e que fora amparada por sua avó Melide no plano Espiritual.

         Chegando ao clímax, a encenação traz à tona o caso dos jovens que se acidentaram em águas lodosas de um mangue e que caíram em mãos de espíritos que buscavam as energias de seus corpos, mas que não puderam vencer a luz resplandecente de Dr. Bezerra e espíritos benevolentes.

         Quando todos pensam que a emoção se esvaíra, há ainda duas cenas impressionantes, uma em que uma jovem tentara um suicídio, cortando os pulsos, devido à forte influência e outra de um atentado mal sucedido, onde a jovem é amparada por Bezerra e seus auxiliares.

         Num final emocionante, Dr. Bezerra seguido de seus fiéis aprendizes faz uma prece para encerrar os trabalhos daquele ano. Com a importante participação de dois narradores que ajudam didaticamente na compreensão da história, ao longo da peça, é sem dúvida uma ótima oportunidade para o entendimento do que é obsessão e como se dá a influência espiritual que sofremos a todo instante.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>